23 julho 2018

de volta ao front

Após algumas cirurgias nos joelhinhos, muita fisioterapia e Pilates pra minha coluna de velhote, voltei à ativa. Estou treinando pouco e leve, mas bem contente. Em breve escolherei uma provinha para a re-estréia.

29 julho 2013

asics golden four - etapa sp


Diz o slogan da prova: "Seu tempo diz quem você é." Pura sandice. Meu tempo, numa competição, revela quando muito, apenas o nível de performance atingido naquele momento. O mundo é dinâmico, as coisas mudam, muitas  são efêmeras, mas a história não se apaga. Quando muito, se revisa. E nesse negócio eu tenho uma longa história, não comecei ontem.

Mas eis que hoje me encontro neste patamar de corrida, como bem mostra a foto e, como um neófito, irei aos poucos (re)aprendendo o caminho das pedras. As coisas estão melhorando incrivelmente rápido, em breve tudo entrará nos eixos. 

Pra não dizer que não falei das flores, um breve relato, digo, uma leve consideração. Corri muito bem até o km 17 e depois fraquejei. Segue a vida!

Tempo Líquido: 1:30:09 / Tempo Oficial: 1:30:20 . Classificação Geral: 319º / Classificação M4049: 83º

11 julho 2013

Corrida Noturna 9 de Julho - Jundiaí - SP



Corri esta prova, que foi minha segunda participação após o longo período (2 anos) afastado por uma lesão grave na coluna lombar e apesar da marca parecer desanimadora (41:26 - extra oficial), o que importa é que me sinto no caminho certo. Consegui evoluir da primeira prova e irei melhorando aos poucos rumo a um patamar de corrida que considero aceitável. Como podem comprovar na foto, desta vez  corri disfarçado de "Antonio" (risos).


Neste período de recuperação tenho, por precaução, treinado apenas 3 vezes por semana e sem muitos treinos exaustivos e de qualidade. Confesso que ainda tenho medo de forçar, mas estou feliz assim!

Agradeço minha esposa, companheira, amiga e confidente Andressa pelo carinho e paciência neste período difícil, e por sempre estar a meu lado em qualquer situação. Beijo, te amo! Agradecimento também aos muitos amigos e companheiros de treino e a todos que me incentivaram a voltar a correr. Até a próxima !

Resultado Oficial (tempo líquido): 41:21  Classificação geral: 50º/Classificação M4044: 8º

08 abril 2013

paineiras eco 10 km




A imagem diz tudo. Após quase dois anos sem poder correr e sequer carregar meu filho no colo, voltei a participar de uma prova e ao final carreguei o pequeno Luís Felipe. Corri o que pude me preocupando em não sentir dores o que felizmente não aconteceu. De agora em diante o treinamento ficará um pouco "sério" pra ver se consigo correr melhor nas próximas. Agradeço muito a todos que me ajudaram na minha reabilitação, tanto amigos como profissionais de saúde. ´

Sobre a prova, sei que houveram problemas (não ví mas ouvi comentários sobre um erro do staff), mas pra quem voltava a correr após uma herniação na coluna, nada de relevante.

Resultado: Tempo Oficial: 43:53 Classif. Geral: 26º / Classif. M4044: 4º

20 março 2013

o retorno

"Começaria tudo outra vez se preciso fosse, meu amor
A chama em meu peito ainda queima, saiba: nada foi em vão.
A cuba-libre dá coragem em minhas mãos..."
Gonzaguinha

Após quase dois anos de molho resolvi retornar às competições pois estou com saudades do ambiance das provas. Retornarei na Paineiras Eco, uma prova que na primeira versão estive presente mas não corri. Escolhi esta prova por ser no quintal de casa e pela oportunidade de ver o meu pequeno correndo mais uma, já que a prova conta com corrida kids. Não tenho nenhuma expectativa de tempo de conclusão nem de boa performance, irei somente me divertir. Até lá!


25 fevereiro 2013

(in)sanidades e outros blá-blá-blás...

Decididamente passei a duvidar das minhas mais firmes incertezas. Doravante passarei a crer na incrível- melhor seria inacreditável- força que reforça minhas crenças na total ausência delas. Um amigo, ao me apresentar a outros já saí com a ressalva de advertência: -"Noventa por cento do que ele fala você desconta porque é tiração, quase nunca ele fala sério", Eu digo, a bem da verdade, que o percentual citado, a la Manoel de Barros, não é tiração e sim invenção. Os outros dez, que supostamente seriam verdade, são quase sempre enigmas. Vamos em frente!

Se este post não fez sentido algum à voce, eu tendo a concordar, é o que a leitura embaralhada de Cortázar, Campos de Carvalho, Kafka e o Poeta fazem com nossa (de)mente.

09 janeiro 2013

retorno

Diz o ditado que devagar se vai ao longe então com esse pensamento voltei aos  treinos, de maneira tímida ainda é bem verdade, mas em breve me arriscarei numa provinha. Até lá!

26 novembro 2012

sinal de vida (je suis fatigué!)

Não sinto a menor vontade de escrever sobre corridas, treinamentos e afins neste nomento, mas em respeito aos vários amigos -e não são poucos!- que quando os encontro esporadicamente aqui e acolá, presencial ou virtualmente, tem me perguntado sobre minha possível volta às corridas, escrevo como um sinal de vida.

A coluna vai bem, obrigado. (como eu queria que isso fosse verdade!) Desde que eu não corra, é claro. Ensaiei uma volta aos treinamentos, após um ano de reabilitação, e até foi legal embora perceba que jamais poderei correr como antes porque a carga de treinamento é inaceitável. Corri nestes tempos sentido algumas dores, nunca tive a ilusão que correria sem elas, mas o fato é que estou desanimado, desestimulado, o que tem me levado a passos largos ao sedentarismo. Quando me  animar, voltarei. Grande abraço aos amigos!

15 dezembro 2011

devagar com a louça!

Liberado para testes iniciais pela minha fisioterapeuta, corri 20 minutos na terça, e repeti a dose hoje pela manhã na pista do Bolão. Estou apenas com dores musculares sazonais. Assim, minha volta às pistas antes prevista para o mês de maio de 2012 foi antecipada em 5 meses. Mas devagar com a louça, porque como diz o ditado " a pressa é inimiga da perfeição". Rá!

Corrida da Gentileza - uma prova de quase 10 km!

Por motivo de saúde em família não pude acompanhar a prova, mas conversando com amigos que lá estiveram e correram, a queixa foi unânime: faltaram uns bons metros- 300 pelas contas dos mais desconfiados. Em tempos de GPS este tipo de falha é grotesca. A prova que se houve bem na edição de 2010 deve abrir os olhos para não cair em descrédito. Sorte na próxima!

28 novembro 2011

um duro golpe na gentileza!


Hoje pela manhã, na clínica em que estou me reabilitando da hérnia de disco, soube que no mesmo dia e horário da Corrida da Gentileza haverá um passeio ciclístico pelas ciclovias da cidade (Parque da Cidade - Luiz Latorre). Detalhe: serão ofertados kits aos inscritos, incluindo camisetas alusivas ao evento, totalmente gratuítos. Uma boa sacada!

E por falar em gentileza, A pista do Bolão recém inaugurada já está fechada novamente, para os "retoques finais". Isso é que dá inaugurar obra inacabada! Façam a gentileza de abrí-la novamente, os corredores agradeçem!

10 outubro 2011

8 km Barão de Jundiahy

Em comemoração aos 92 anos do 12º GAC Barão de Jundiahy, acontecerá no dia 30/10 uma corrida de oito km. A corrida do quartel, como é conhecida entre os corredores da cidade,  já faz parte do "calendário"  e sempre tem boa procura, talvez em razão do baixo custo de inscrição (entre 15 e 30 reais), mas costuma apresentar falhas, como a da edição anterior que "brindou" os participantes com 1 km a mais, obrigando-os a correr nove km ao invés dos oito anunciados. Maiores informações podem ser obtidas no site do 12º GAC.

07 outubro 2011

Jundiaí paineiras eco - esclarecimento sobre as distâncias

Depois de publicar  os comentários na postagem sobre a prova, a Juliana da e2x (empresa organizadora) entrou em contato com o blog esclarecendo que a alteração do percurso fora imposta pela FPA, enviando cópia do ofício da Federação. Continuamos de mesma opinião: não havia nenhuma necessidade de alteração, entretanto o ofício isenta de culpa a organização do evento, com a qual nos solidarizamos e desejamos melhor sorte nas próximas edições. Segue o teor do ofício:

A Federação Paulista de Atletismo parabeniza a Empresa E2X Esporte e Entretenimento e seus Parceiros pela realização da Corrida Paineiras Eco no ultimo dia 02-10-2011 na cidade de Jundiaí.
Ressaltamos também a compreensão dos promotores em acatar as alterações, determinadas pela FPA no percurso, que se fizeram necessária após a visita técnica na madrugada de sábado para domingo (com chuva no local), quando identificado por nosso oficial os riscos eminentes que o trecho final oferecia aos participantes, sendo o asfalto novo as faixas brancas molhadas ficaram escorregadias, podendo ocasionar acidentes.
Para que o percurso fosse realizado com segurança, independente das condições climáticas houve algumas modificações.
Definir o ponto de chegada com uma reta superior a 100 metros e esta sem curva sobre a faixa de segurança para pedestres. Para essa ação foi definido foi montado o trecho final com cavaletes.
Para que o percurso modificado não ultrapassasse o divulgado, foi reduzido um quarteirão na Av. Prefeito Luis Latorre. O qual passou a ter por volta 4600 metros. Assim sendo as distâncias percorridas foram as seguintes:
O percurso de 5 km foi realizado com 4600 metros.
O percurso de 10 km foi realizado com 9200 metros.
Faz-se necessário lembrar que o evento não apresentou nenhuma ocorrência e que a FPA entende que a principal forma de respeito dos promotores com os participantes é através da preocupação em preservar sua integridade.
O evento apresentou excelentes resultados em satisfação dos participantes, zelo pelas marcas envolvidas e organização técnica.
Parabenizamos pela iniciativa.
Cristiano Barbosa.
Federação Paulista de Atletismo
Departamento de Corrida de Rua

Para se ter idéia do equívoco que foi esta alteração leia este post sobre a Meia maratona das Pontes 2010, que foi disputada sob chuva torrencial, sendo a prova disputada concomitantemente com o Mundial de meia maratona para deficientes intelectuais e que não registrou nenhum incidente Segue a vida.

06 outubro 2011

reforma da pista de atletismo do Bolão - Jundiaí


A pista de atletismo está passando por reformas, portanto encontra-se fechada para os usuários. Nesta manhã fui conferir o andamento das obras e não fiquei nada animado. A entrega inicialmente prevista para setembro não se concretizou. Apurei na administração do Bolão que a novo prazo para a conclusão da obra é o fim de novembro. Mas a espera deve valer a pena já que teremos uma pista de nível. Outra coisa importante é que a obra contará com um minicampo gramado e com traves reversíveis que será utilizado para a prática de futebol e principalmente rugby. Aliás, o rugby é um esporte que está em franco crescimento no mundo todo e Jundiaí conta com um bom time de nível nacional - os Wallys.

03 outubro 2011

2ª Corrida pela Gentileza

Recebi por e-mail a informação de que as inscrições para a 2ª Corrida pela Gentileza,  prova de 10 km disputada em percurso plano na bela Jundiaí, já estão abertas. A prova ainda conta com corrida kids pra incentivar e divertir a garotada.

Corri esta prova ano passado e me surpreendi positivamente. (leia o relato da edição anterior clicando aqui). As inscrições estão disponíveis no site do organizador.

Aos poucos Jundiaí vai construindo, ainda que ao acaso, um circuito de corridas, o que muito nos orgulha. Boas corridas! 

02 outubro 2011

Jundiaí paineiras eco: repórter por 1 dia


Ainda sem poder treinar e seguindo com o tratamento, estive hoje pela manhã na Paineiras Eco numa divertida missão de reportar a prova, que foi disputada em duas distâncias: 5 e 10 km. Residiu aí, nas distâncias -ou na falta delas- o grande problema da prova. Largaram, segundo a organização, cerca de 700 atletas, somadas as duas distâncias.

Segundo as impressões colhidas antes da largada, que por sinal atrasou em 14 minutos, já se anunciava a saraivada de críticas que viria ao final. Sidnei Scheineider, corredor experiente, disparou: "parece fraquinha, vamos ver". Ao seu lado, Fausto Corteze completou: "os caras estão meio perdidos, mas vale a festa..."
Após a chegada dos 5 km, os primos João e Milton Theoto reclamaram da aferição do percurso: Faltaram 500 metros, então não precisa dizer mais nada..." Impressão compartilhada pelo vencedor dos 10 km, André Santana: "a marcação estava errada, mas foi legal".

Já na dispersão, continuei ouvindo críticas em relação a aferição, foi o caso do casal Wladimir Jr. e Marcela Veiga: "não tinha 10 km, tinha 9 km, então falar o quê? Waldemar Cergoli fez coro: "a turma toda tava reclamando (do percurso), acho que tiveram problemas com a prefeitura, com o pessoal do trânsito". Já Marluce Savazoni preferiu o tom irônico: "Foi ótimo, meu melhor tempo de 10 km, pena que tinha  só nove (risos).

Na premiação outra falha grave: Elidercia Simeoni reclamava seu prêmio de vencedora da categoria melhor idade, enquanto os organizadores, visivelmente desconcertados, diziam que esta categoria estava sob judíce.

Ao final, conversando com árbitros da FPA, estes alegaram que alteraram o percurso, reduzindo-o, para "prezar pela segurança dos atletas". Ficou convencido? Nem eu! Entretanto, mesmos com os problemas apresentados, não foi uma estréia catastrófica e a prova pode vingar, se melhorar sua organização para as próximas edições.

Resultados 5 km Masculino/Feminino
1-Arnaldo Ap. Ferreira (15:24) - Juliana Veras (19:23)
2-Cosmo Sampaio (15:27) - Nathalia Rito (20:25)
3-Edivaldo do Prado (15:54) - Lilian Soares (23:15)

Resultados 10 km Masculino/Feminino
1-André Santana (28:49) - Tatiele de Carvalho (35:09)
2-Tiago Sampaio (29:11) - Maria Lúcia Vieira (35:33)
3-João Cardoso (29:210 - Silvana Casarin (42:11)





22 setembro 2011

recuperação

"É melhor ser alegre que ser triste
Alegria é a melhor coisa que existe
É assim como a luz no coração..."
V. de Moraes

Havia decidido (e publicado) que somente voltaria a postar quando da minha completa recuperação mas, atendendo aos pedidos deixados nos comentários do post anterior, resolvi compartilhar minhas experiências na busca da reabilitação. Desde o dia 17/08, quando fechou-se o diagnóstico da minha lesão, tenho percorrido  maratonas entre clínicas e consultórios. Aprendi muita coisa, em especial que a recuperação será lenta!

Um pouco do processo
Quando se fecha o diagnóstico de discoartrose confesso que é bastante assustador. A primeira coisa que se aprende é que não há cura e sim controle, e que a lesão pode mudar de grau, ou seja, piorar. Depois, com calma, vai-se acostumando com idéia.

Neste período estive em quatro consultas médicas, pois queria ouvir várias opiniões, fiz duas avaliações fisioterápicas, uma avaliação postural, dezesseis sessões de fisioterapia clínica, cinco sessões de acupuntura, quatro sessões de RPG e três sessões de fisioterapia funcional (um misto de técnicas Mczenzie, Pilates e fortalecimento dos músculos multifídeos).

Médicos - Tanto o Ortopedista especialista  em coluna, quanto os demais repetiram quase que as mesmas coisas: "que se tratava de um processo degenerativo em estágio inicial, que conseguiria me recuperar... mas que não achavam boa idéia voltar a treinar/correr competitivamente"

Fisioterapeutas - Estas me animaram bastante, já reabilitaram pessoas com diagnósticos muito piores que o meu. Sempre disseram "que eu ficaria completamente sem dor e voltaria a correr".

Cada organismo funciona de um jeito e aqui relato apenas as minhas impressões, o como e o que senti sobre cada tratamento/técnica utilizada. Não há nada de científico, são apenas, ressalto, as minhas impressões:

- Acupuntura - é lenta demais pro meu gosto e serve apenas como analgesia;
- Fisioterapia clínica (laser, ultra-som, infra-vermelho, eletroterapia) - excelente na fase aguda, atua como analgésico e antiinflamatório e ainda na cicatrização do tecido. Após a fase aguda, quando já não estava com dores contínuas sua importância foi bastante reduzida;
- RPG - a técnica é excelente, embora muito estática, ajuda na descompressão do disco.
- Fisioterapia funcional - cheguei a este mix de técnicas já num estágio quase assintomático (sem dores) e achei as sessões bastante apropriadas para atletas. O uso do lumbar roll constantemente faz parte desta técnica.
- Mesa de descompressão, Quiropraxia e Ozônio ainda não testei, mas se for preciso...


Dor (sempre ela)
Na primeira semana sentia dores continuamente o dia todo, 24 horas por dia. Aos poucos, com os procedimentos, fui alternando poucos momentos sem dor durante o dia todo. A partir da segunda semana, fui alternado horas com e sem dor, até chegar o momento que passei um dia todo sem dor. A partir daí foi ao contrário da primeira semana, o dia todo sem dor, com apenas alguns momentos de dor. Minha fisioterapeuta relatou que essa percepção é porque estou no período de cicatrização. Lí em diversos artigos que a recuperação se dá, em média, em 12 semanas e que o ânulo rompido fibrosa novamente (ocorre uma cicatrização fibrosa no local). Mas a degeneração causada pela desidratação é permanente, não tem volta. Rumo a recuperação total!

18 agosto 2011

fechado pra balanço!

Desidratação discal L4-L5. Discoartrose L4-L5. Abaulamento discal posterior de situação centro bilateral com componente biforaminal, associado a ruptura do ânulo fibroso.

Há tempo para tudo nesta vida. Tempo para correr e tempo para reabilitar. A partir desta semana os treinos estão suspensos e o retorno sine die. Agora é foco total na reabilitação (RPG, Fisioterapia e Acupuntura). Acabo de cancelar minhas reservas em BsAs. Neste período, que espero que não seja muito longo, estarei distante das corridas, razão pela qual este será o último post deste blog até a completa reabilitação. Obrigado à todos que nestes dois anos de existência deste blog deixaram comentários, críticas, sugestões e pelos quase 15.000 acessos neste período. Grande Abraço e vida que segue!

08 agosto 2011

asics golden four sp: nem tudo que reluz é ouro!

"Mundo mundo vasto mundo,
se eu me chamasse Raimundo
seria uma rima, não seria uma solução."
Drummond


Quem convive comigo ou acompanha este blog já sabe que estou baleado. Desde a última prova, a corrida Nova Nove 10k fiz apenas 3 treinos (todos trotes), mas mesmo assim como já estava inscrito na meia da Asics desde abril resolvi correr a prova. Não estava treinando, por isso resolvi que iria apenas trotar, correndo no ritmo de 4:30/km. O que para muitos poderia parecer piada (ou provocação) era minha verdadeira intenção, dada as minhas condições.

Acontece que não me preparei mentalmente pra prova, afinal iria só trotar, e isso foi um erro grave. Realmente não acredito que teria maiores problemas se corresse no ritmo proposto, mas ao começar o aquecimento o meu lado competitivo (este sim, conhecido de todos) se sobrepôs a qualquer lampejo de razão. Aqueci como se fosse competir pra valer, trotando e me "pilhando" e logo fui para o gate da elite B. Lá chegando encontrei os mesmos amigos de sempre e parecia até piada quando tentava explicar que estou com um problema nas costas e que só trotaria. Não deu outra: logo no primeiro km (3:43) já antevi o que iria acontecer, até tentei diminuir, passando o km 2 (7:52) mais fraco. A falta de treino e a saída em ritmo incompatível começaram a cobrar a conta já no km 7 (29:15), mesmo já tendo diminuido bastante o ritmo. Nos kms seguintes me arrastei, ora mais rápido ora mais lento e fechei a prova em 1:36:23, que de trote não teve nada. Foi uma tremenda burrice e descontrole (emocional, inclusive) isso sim.

Mas vamos ao lado bom da coisa. Consegui terminar a prova sem maiores problemas e não estou com dores insuportáveis. Consegui retribuir os incentivos dos amigos, que sempre gritam meu nome nas passagens das provas e ainda revi vários amigos na tenda twittersrun.

Apenas como curiosidade, ao chegar em casa resolvi confirmar nos meus arquivos o que já imaginava. Havia feito meu segundo pior tempo histórico em quase 30 meias, só superando minha marca de estréia. Segue o enterro.

Resultado líquido: 1:36:23  Classificação Geral: 385º  Classificação M4049: 116º

26 julho 2011

lombar

Diz o ditado que uma imagem vale mais do que mil palavras. Pois é, estou igual ao cara da imagem ao lado. E a cada dia a dor na lombar aumenta. Espero sair dessa logo e olha que  nem estou pensando em treinos ou competições, só em levar uma vida normal (sem dores).

10 julho 2011

nova nove 10k

Ontem a noite, após uma semana de repouso com muitas dores nas costas, participei da Nova Nove 10k - corrida noturna de 10km que marcou a reinauguração da Avenida Nove de Julho, em Jundiaí.

A prova, que foi disputada em 2 voltas por uma das pistas da Nove de Julho, apesar de pequenas falhas se houve muito bem. Inclusive o maior temor de todos, ser atrapalhado por caminhantes e atletas mais lentos na segunda volta, não se confirmou. Ponto para os organizadores.

Sobre minha participação, até que o saldo não foi tão ruim, porque se as dores atrapalharam (muito) nas subidas - e não foram poucas!- por outro lado, mesmo com um resultado fraco, ainda consegui um lugarzinho no pódio. O curioso é que quando foi anunciada a premiação, junto com minha família, eu já estava no Shopping Paineiras bebendo um chopinho. Mas o amigo João Theoto, que aliás bateu seu recorde pessoal na prova, me alertou pelo telefone e corri até o local pra pegar meu trofeuzinho.

Os organizadores prometem incluir esta prova no calendário de corridas da cidade. Tomara que dê certo.

Resultado líquido: 39:14  Classificação Geral: 38º    Classificação M4044: 4º

05 julho 2011

maratona de Blumenau

Nos anos 90 e 2000 Blumenau era uma espécie de Meca dos maratonistas brasileiros. Eu mesmo lá estive em três edições. Em todo mês de julho havia na cidade um "who is who" das maratonas, ao menos entre os amadores. Dificilmente se encontra bons corredores daquela época que não estiveram por lá.

A prova tinha alguns problemas, é verdade. Mudavam o percurso quase todo ano, em muitos não havia o reconhecimento da CBAt, mas era inegável a alegria de quem corria por lá, com direito a chegada com bandinha alemã ao final de um tapete vermelho e farta distribuição de chopp. 

Tendinha VIP? Não tinha! Kit bonitinho? Muito menos! Frescurinhas? Claro que não! Mas quem ia à Blumenau não estava interessado nestas bobagens, estava interessado em correr a maratona. E quando falo em correr era correr mesmo!

Infelizmente, a maratona de Blumenau feneceu em 2006, mas já estava cambaleante há anos atrás, com dificuldades de patrocínio, sem a ajuda da prefeitura e, principalmente, por estar centralizada nas mãos de uma única pessoa. Deixou saudades! 

E por que escrevo isto? Com tantas provas toscas (leia-se bonitinhas, mas ordinárias) pululando por aqui e acolá, podiam bem ressuscitar esta maratona. Mas com o velho espírito de antigamente: foco na corrida!

22 junho 2011

taxas de (in)comodidade

Sempre me inscrevo nas provas via internet. É rápido, fácil e vicia. Entretanto alguns organizadores fazem propaganda enganosa quanto ao valor da inscrição, pois quando se finaliza o processo apareçe a tal taxa de comodidade. Sempre achei absurdo, pois se sou eu que faço o processo todo, qual a comodidade? Mas pagava e pronto.

Mas hoje as coisas passaram do limite. Vejamos: Inscrevi-me (via ativo.com) na Nova Nove 10 km - Jundiaí em 14/06 tendo efetuado o pagamento no dia posterior e qual não foi minha surpresa ao verificar ontem que no site do organizador (th5) que meu nome não constava da listagem de inscritos...

Pois bem, tive de ligar por duas vezes ao organizador, no litoral paulista (DDD 13), para regularizar minha situação. Isto é comodidade? Pra mim, não!  Parabéns à Corpore, Iguana e Yescom  e todos os organizadores e/ou sites de corridas que não in(comodam) os corredores no ato da inscrição.

21 junho 2011

13 junho 2011

mineirices à francesa

“Começaria tudo outra vez
Se preciso fosse, meu amor
A chama em meu peito ainda queima
Saiba, nada foi em vão...
...Ao som desse bolero
Vida, vamos nós
E não estamos sós
Veja, meu bem
A orquestra nos espera
Por favor, mais uma vez
Recomeçar.”
Gonzaguinha

Finda a novela da minha não participação na maratona de São Paulo, iniciei um novo ciclo de treinamento. Serão 13 semanas até a prova alvo, que é a meia maratona de Buenos Aires (11/09). Até lá ainda correrei duas provas, a corrida noturna Nova Nove em Jundiaí (09/07) e a meia maratona Asics Golden Four – etapa São Paulo (07/08). Nas três provas tenho objetivos nada modestos, mas como diz o título deste post, neste ciclo agirei, por precaução, com a devida ‘mineirice’.

07 junho 2011

maratona de São Paulo - a desistência

Há várias maneiras de se dar uma notícia. Numa delas você dá a notícia de cara e pronto. As explicações, secundárias que são, seguem após. Em outra, o narrador vai contando aos poucos, como que dando pistas e o leitor vai ligando os pontos, estabelecendo uma conexão, e por si próprio chega a uma conclusão. Prefiro a primeira.

Não irei correr a maratona de São Paulo!

Conversei com amigos sobre minha participação na prova e a intenção de apenas brincar, ou seja, correr sem intensidade. Salvo raríssimas exceções, as reações variaram entre sorrisos irônicos e gargalhadas abertas. A quem quero enganar? Todos, sem exceção, duvidaram que eu conseguisse correr de maneira não competitiva.

Assim, reuni minha equipe multidisciplinar, formada pelo meu técnico, meu treinador, meu fisioterapeuta, meu manager, meu psicólogo e meu psiquiatra, todos, obviamente, personificados em mim mesmo (risos) e respondi as questões sobre a prova antes de chegar a conclusão final.

As respostas foram óbvias. Não tenho condições de concluir a prova em um tempo que considero razoável. Não estou interessado em ‘completar’ mais uma maratona, já corri uma dúzia e isto não me acrescentará em nada. A teimosia e insistência na participação poderão afetar minha performance nas provas em que realmente tenho objetivos.

Resumo da ópera: farei esta semana de transição e na próxima começarei a preparação para as meias Asics golden  four São Paulo (07/08) e Buenos Aires (11/09). Até lá.

30 maio 2011

maratona de São Paulo - o último (e único) longão

Voltei a treinar na semana passada. Fiz uns trotes, corri uma meia na quarta-feira e por fim, um longão de 36 km no sábado. Corri o tempo todo em ritmo confortável (média de 4:59/km), na companhia do amigo corredólatra Wladimir Jr. Este foi o meu único longo preparatório pra difícil maratona de São Paulo, mas como não intento fazer uma grande marca, creio que seja suficiente. Veremos...

23 maio 2011

de volta ao front

Celestamine, Singulair, Desalex, Prelone, Predsim, Omnaris, Broncho Vaxom, Leucogen ... Com o vocabulário farmacêutico devidamente aumentado, muitos exames (odeio tirar sangue!), visitas a consultórios de Prof. Drs. e definitavamente mais pobre, minha rinosinusite finalmente foi controlada. Durante estes intermináveis 8 dias não treinei, fiquei bastante abatido e até meio depresssivo. Não pelo evento em si, mas pela frequência com que vem acontecendo, esta é a terceira rinosinusite do ano.  Mas agora espero ansiosamente pelo resultado dos testes de fator alergênico e possível controle. Deus existe e eu creio Nele! Bola pra frente.

Então após toda a epopéia descrita, voltei aos treinos. Rodei 14 km em ritmo confortável, mas estou treinando só "pra cumprir tabela" porque sei que não poderei correr como quero na maratona de São Paulo, posto a quantidade de treinos perdidos. A bem da verdade, já não tinha nenhuma expectativa de um bom resultado em maratona neste ano e as alergias só foram a pá de cal. Meu foco está no segundo semestre, na disputa das meias, onde pretendo "poder" treinar e correr de verdade. Mas até lá sigo treinando pra maratona de SP, que certamente será divertida, pois correrei só por farra, com ou sem rinites, rinosinusites ou outras inflamações alérgicas que o valham.

02 maio 2011

unimed Jundiaí 10k


 Ontem corri a Unimed Jundiaí 10km e fechei a prova em 39:18 (tempo bruto). Entretanto, meu nome não consta da lista de classificação oficial. Enviei e-mail à organização e à empresa de conometragem e aguardo correção, para só então, finalizar este post. Paciência...

Passados 3 dias, recebi apenas um e-mail informando que a empresa de cronometragem (cronoserv) estaria verificando... Então, resolvi enviar o link do garmim para agilizar a tal verificação. Ainda bem que esta prova, ainda que tenha a chancela da Federação Paulista de Atletismo, não era válida para o ranking corredólatras. (risos). Continuo no aguardo.
Postagem atualizada em 04/05 as 9h50

Recebi nesta tarde e-mails da empresa de cronometragem e do organizador (sports fuse), informando a correção do resultado. Então vamos ao relato: a prova consistia em duas voltas de 5 km, mas que no garmim totalizaram apenas 9.960 metros, e a largada foi efetuada as 9h05. Por azar, em meio a frente fria, domingo foi o único dia de calor em Jundiaí, o que dificultou bastante. De qualquer modo, valeu a brincadeira. Postagem atualizada em 04/05 as 15h30.
Resultado líquido: 39:10. Classificação geral: 65º . Classificação M4044: 16º

11 abril 2011

unimed Jundiaí 10k

No dia 01/05 acontecerá em Jundiaí a tradicinal corrida da Unimed, com percurso plano e, portanto, excelente para obtenção de resultado pessoal.

A prova, que já apresentou falhas graves no passado, na última edição se comportou muito bem, corrigindo seus problemas, principalmente a retirada de chip.

Esta é uma daquelas corridas que, em tempos de preços exorbitantes, tem  taxa de inscrição honesta (R$ 30,00) e ainda conta com corrida Kids. Clique aqui e confira o vídeo da edição 2010. Ficou interessado? Visite o site do evento e inscreva-se.

nike lunar elite 2

A convite da revista Contra Relógio, testei o Nike Lunar Elite 2 para o tradicional guia de tênis, publicado na edição de abril. Usei o modelo em treinos de rodagem (quase sempre na casa de 16 km), de ritmo (de 10 a 14 km) e em intervalados, sendo um treino de 8 tiros de 1.000m a maior série. Rodei com este tênis somente um “longo” de 24 km, que na verdade nem foi longo, pois estava treinando pra meia de Santiago e, portanto,  não estava rodando  longos de “verdade”, como os que costumo fazer em época de preparação pra maratonas.

Os treinos foram feitos em pista de atletismo de saibro, em asfalto, grama e em percurso misto (asfalto e terra), tendo percorrido até o momento cerca de 190 km com estes tênis. Para ver as impressões deste ou dos outros 20 modelos testados visite o guia de tênis de corrida da revista. Boas Corridas!

07 abril 2011

meia maratona de Santiago - relato da prova

Resolvi contar a história somente quando retornasse ao Brasil, mas muita coisa foi mudando na minha cabeça desde a prova até este relato. Assim, sem o calor da hora, ele descreve a aventura da meia maratona de Santiago com as impressões já digeridas ou repensadas.

Chegamos, eu e Andressa, em Santiago no sábado pela manhã, deixamos as malas no hotel e fomos direto à feira da maratona, que foi organizada na Estacion Mapocho. Lá retirei meu kit, dei uma olhada nos stands e fomos almoçar no Mercado Municipal (sujo e caro), mas desisti logo.


Pra quem já viajou doente, com rinosinusite, chegar ao clima semi-desértico de Santiago, com 25% de UR, foi uma beleza. Se estava confiante no embarque, que apesar de tudo conseguiria correr bem, a confiança acabou em 10 minutos de ar seco. Cheguei, inclusive, a ficar temeroso de sequer conseguir completar a prova.

No domingo acordamos cedo, ainda escuro (o sol raiou as 7h30) e com frio, pegamos o metrô e rapidamente chegamos na arena da prova. Os caras são bem intencionados, mas lhes falta um certo savoir faire, o que em dado momento gerava uma sensação de caos. Esta é a impressão que ficou da largada.

Como o locutor da prova estava meio "perdido", anunciando,  ora que a largada da meia seria as 9h junto com a maratona, ora que seria as 9h15, fiquei esperto pois a largada poderia ser realmente as 9h.  A bem da verdade, se tinham os tais 28 mil corredores anunciados na edição de segunda do El Mercúrio, nem 15% iria correr a maratona ou a meia. Eram na maioria pessoas fazendo festa.

Antes de alinhar no gate fui ao banheiro químico e tive uma grata surpresa: estava impecavelmente limpo. E mais, ninguém se atrevera a urinar na rua, tampouco na largada. Ponto para a educação (ou repressão policial) chilena.

Tentei atravessar a rua (falando em "portunhol") para chegar ao lado correto da largada e fui barrado. Tentei novamente (falando em inglês) e o staff atenciosamente me explicou como deveria fazer, mas teria de dar uma volta enorme. Caminhei uns 20 metros e tentei novamente (falando em francês) e abriram o gate. Mentalidade colonizada versus jeitinho brasileiro.

Mas vamos ao lado B, ou seja, minha participação. Larguei, corri até o km 5 (20:10) e percebi que não aguentaria correr neste ritmo, pois estava todo congesto, e tirei totalmente o pé. No km 16 voltei a correr forte até a chegada, mas os kms trotados (4:40) no meio da prova custaram caro. Fiquei com uma sensação dúbia: fiz o que pude na condição que estava (ainda estou doente), mas com a saúde perfeita certamente correria abaixo de 1h24, o que daria uma excelente classificação. Se a prova largasse as 7h, rivalizaria com BsAs para obtenção de marca. Voltarei ano que vem para o tira-teima.

Resultado Final: 1:30:40  Classif. Geral: 164º  / Classifação M4044: 20º

30 março 2011

meia maratona de Santiago - semana #8 (final)

Infelizmente não conseguimos controlar a rinite alérgica com anti-istamínicos e o quadro evoluiu para uma rinosinusite. Resultado: entrei nos antibióticos. Mas diz o ditado que se Deus te deu um limão, faça uma limonada (ou uma caipirinha!) e, desse modo, desencanei totalmente de uma boa performance na prova. Assim, aquilo que era, ao menos para mim, obrigação passou a ser puro divertimento. Quem sabe não me surpreendo...

Como prêmio de consolação pelo esforço do ciclo de treinamento e para aproveitá-lo, acabo de me inscrever na meia da corpore. Caso não consiga correr bem em Santiago, farei a meia da corpore na semana seguinte. Cést la vie!

29 março 2011

track and field Villa Lobos 10k

 No último domingo estive na track and field Villa Lobos 10k para aquela que talvez seja minha única prova curta desta temporada. O clima não ajudou e  o resultado ficou bastante aquém do esperado. A prova como sempre foi muito organizada, com todos os postos de marcação de kilometragem corretos e visíveis, farta distribuição de água, largada pontual e sem atropelos...

Desta vez, como podem notar na camiseta, corri com o projeto correndo com synvisc, um medicamento para o joelho que tem esta ação de divulgação do produto. Fomos muito bem recebidos na barraca de apoio com direito a água e guarda-volumes.

Dadas as condições de prova, com muito calor e sol escaldante, até que não corri tão mal, mas senti o tempo todo uma sensação de desconforto, o que impediu até mesmo de tentar progredir na prova. Também é  verdade que corri já com um quadro de rinite alérgica instalado e que, agora corro -com a ajuda de especialista e medicamentos- contra o tempo para fazer uma boa prova em Santiago. Por fim, o devido registro do apoio dos amigos, em especial o Vicent Sobrinho, que muito ajudou na conclusão desta prova.

Foto: Jornal  Corrida
Resultado líquido: 39:24     Classif. Geral: 34º / Classif. M4044: 6º

25 março 2011

meia maratona de Santiago - alteração de horário

Faltando apenas 9 dias para a realização da prova, o horário de largada foi alterado e, o que é pior, para mais tarde, passando das 8:00 para 9:00 horas.

Considerando que na véspera da prova termina o horário de verão no Chile, na prática a meia sofrerá um atraso de 2 horas.

Como lá as temperaturas nesta época do ano oscilam muito, indo de 6º C a 30º C, quanto mais tarde for dada a largada, mais prejudicial será aos corredores, até porque, não há corredor sério que discorde do fato do calor atrapalhar sobremaneira a performance.

O pior são as pífias justificativas dadas pela organização: "De esta manera, con el cambio de hora de invierno y el nuevo horario del Maratón de Santiago, tanto los corredores como los entusiastas que deseen salir apoyar a las calles, podrán tener más horas de descanso, antes de esta gran fiesta deportiva..." Para mim não passam de piada!

Indignação e frustração, esses são os sentimentos, essas são as palavras que traduzem minha reação ao saber da notícia. Meses de preparação apostando numa boa performance posta em risco por conta de uma decisão descabida, mal explicada e sem fundamento. Irei à Santiago, pois já treinei e acertei toda a logística pessoal e profissional, mas estou decepcionado...

24 março 2011

smartcaps

Conheci as smartscaps em  fevereiro do ano passado, quando foram ofertadas na 1st Kailash trail running em Campinas. Naquela ocasião, nem sei bem porque, acabei não testando o produto.

Mas agora recebi novamente as cápsulas para teste. Testei-as ingerindo antes ou depois (ou um ou outro) de treinos longos e senti uma boa melhora na recuperação e, considerando o baixo preço do produto, recomendo.

23 março 2011

meia maratona de Santiago - semana #7

Semana passada foi a última de preparação (ciclo competitivo). Como acompanhei o Luís Felipe no mundo kids que rolou no sábado, tive de adaptar a planilha. Assim fiz a rodagem longa na sexta-feira e, no domingo, que seria um ritmo, dada a grande e grata surpresa de encontrar o Vicent Sobrinho e o Nino em terras jundiaienses, acabei por acompanhá-los em uma subida à Serra do Japi.

A partir de agora gradativamente reduzirei intensidade e volume, afim de uma boa recuperação. Agora é só colher os frutos.

21 março 2011

Luís Felipe nas corridas: a estréia

Neste sábado estivemos - a família toda reunida - no Mundo kids, evento para a garotada a partir de 2 anos, que incluía uma corridinha entre as atividades realizadas no CEPEUSP.

O evento marcou, sob o olhar coruja de papai e mamãe, a estréia do nosso pequeno Luís Felipe no mundo das corridas. E ele adorou!

O mundo kids apresentou uma proposta bem interessante de lazer, esporte e cultura aos pequenos, com muitas e diversificadas atividades, tudo ocorrendo dentro da normalidade, sem atropelos nem muvuca.

A única nota ruim, que faço questão de registrar, foi a longa fila de espera para a retirada dos kits. Mesmo havendo placas indicativas das idades, foi organizada uma imensa fila única, mas nada que chegou a comprometer o evento. Voltarei, digo voltaremos nas próximas.

17 março 2011

o púcaro búlgaro


Puisque l'impossible acced à la
catégorie du vrai, le vrai à son
tour peut accéder à la catégorie
de l'impossible.

H. Agel

Ouvi falar deste livro há uns 5 anos atrás e passando em frente a uma livraria me veio a lembrança. Entre a compra e o ponto final foram poucas horas, duas se tanto. Se você tem a mente inquieta, como eu, recomendo!

14 março 2011

meia maratona de santiago - semana #6

E segue a saga da planilha preparatória para a meia maratona de Santiago. Nesta semana, como irei acompanhar o Luís Felipe no Mundo Kids, não farei o longo no sábado e, talvez ainda faça algum ajuste na planilha. De qualquer modo esta será a última semana pré-competitiva, pois iniciarei o polimento em 21/03. Me sinto extremamente cansado, com dores, mas estou cada dia correndo mais forte, digo mais rápido, o que tem me dado muita confiança num boa performance por lá.

Nota: Esta planilha foi elaborada por mim e os treinos marcados em verde são os realizados até o momento e os em vermelho os não realizados.

11 março 2011

meia maratona de Santiago - altimetria

Como podem notar, a meia de Santiago não é nada plana, mas está nos meus planos corrê-la bem . Cresce a expectativa!

correndo com synvisc

O grupo correndo com Synvisc foi criado para celebrar a paixão pela corrida e pela vida saudável. Médicos e pacientes que praticam este esporte estão convidados a fazer parte deste time.

Depois de inscrito nas  provas da track and field  run series  ou circuito das estações  você pode fazer parte do grupo correndo com Synvisc e contar com os seguintes benefícios:
 
1- 50% de desconto na inscrição das corridas, mediante reembolso no local
2- Camiseta especial do grupo Correndo com Synvisc
3- Tenda de apoio nas corridas com água, frutas, guarda-volumes e atividades de alongamento.

Interessado em participar? clique aqui e inscreva-se. Boas corridas!

10 março 2011

corra com a Mizuno em Amsterdam


E chega por e-mail um release informando que a tradicional marca esportiva japonesa lançou, aqui na terra brasilis, um concurso cultural  que escolherá quatro autores das histórias mais incríveis que culminará em participação na maratona de Amsterdam, Holanda.

A proposta da marca é criar uma webserie  que  acompanhará os  quatro  corredores escolhidos, sendo dois homens e  duas mulheres, oferecendo apoio e treinamento visando à participação destes na Maratona de Amsterdam em outubro deste ano.

Ficou interessado? Então inscreva-se aqui e boa sorte, mas corra porque o concurso termina dia 25/03.

09 março 2011

meia maratona de Santiago - semana #5


Nesta semana, assim como na passada, com a presença da frente fria sobre Jundiaí, os treinos renderam, o que me deixou bastante confiante num bom resultado, desde que Santiago esteja fria no início de abril. Veremos...

Para quem não está acompanhando a saga da planilha, deixo uma explicação importante: os treinos marcados em preto são os programados, os marcados em verde são os realizados e os marcados em vermelho os não realizados.

03 março 2011

sobre espinafre e criptonitas



Em maio de 2008 decidi debutar no twitter, mas logo de cara deparei com um grande problema: meu nome e sobrenome não estavam mais disponíveis, tampouco a inversão ou a combinação entre eles. Após pensar por uns 5 segundos, não mais que isso, criei o perfil  @supercesinha... De início só escrevia, em tom sarcástico, frases provocativas e/ou inteligíveis -a la Joyce, mas com o tempo e a chegada de seguidores "sérios" passei a me corresponder com amigos e a persona perdeu força...

É fato que já não me inscrevia em corridas com meu nome de batismo há muito tempo, quase sempre competindo com o A.K.A. Cesinha,  mas a provocação dos amigos corredólatras, sobre meu username no twitter, me fez incorporar de vez - nas corridas, fique bem claro- a personagem. 

Como acontece com todo herói, mitológico ou de  história em quadrinhos, também tenho minha fraqueza, meu calcanhar de Aquíles, minha criptonita... Na meia de São Paulo isso ficou bem claro. A criptonita do @supercesinha é o calor e, com sol, seu efeito é devastador.

Mas também tenho meu super amendoim, meu espinafre, meu biotônico (risos). Após a chegada da frente fria, meus poderes, digo minha condição atlética voltou ao normal...(risos). O que fazer então? Já que não posso enlatar o frio e levá-lo numa lata de espinafre, como faria nosso amigo Popeye, só me resta a opção de fugir da minha criptonita competindo em terras frias. Mas isto custa caro. Acho que acabo de descobrir a verdadeira criptonita...

01 março 2011

road ID

Eis que finalmente chega em casa a pulseira Road ID, que comprei sem nenhuma dificuldade através da internet. A  taxa de envio é  muito barata (U$1.49), o que compensa a demora (23 dias). A partir de agora correrei identificado, com telefones de emergência e dados sanguíneos.

28 fevereiro 2011

meia de São Paulo - um relato em tuitês

Como rir é o melhor remédio, resolvi escrever o relato da minha (horrenda) participação na  meia de São Paulo utilizando um socioleto muito conhecido pela maioria dos leitores deste blog, o tuitês.

#meiasp #sábado #encontro #café #reunião #corredólatras @andre_savazoni @Faustex @JTheoto @Sergio_CR @supercesinha Jr e Dego.

#domingo #encontro no @frangoassado  #café.
6h30 #chegada #pacaembú estacionamento flanelinhas < === extorsão

#encontros @abreutax @eduardo_acacio @fparadizo (que disse que não vai para a @maratonsantiago).
#gatevermelho: @marcoboss @zeqcorre @JTheoto e @supercesinha

Até o km 9 #tamojunto (@supercesinha e @zeqcorre)
km 12 #calor #muitocalor #maiscalor
km15 Senti a prova, pensei em #desistência #bolhas #tenisnovo
#chegada com medo de ser ultrapassado por @JTheoto / não fui! ;)

#valeu Alessandro pela força #aovivo e @VicentSobrinho pela força no #twitter e a tds amigos.
#volta #parada no @frangoassado #maiscafé

Resultado líquido 1:30:55 Classificação Geral: 278º / Classificação M4044: 46º

meia maratona de Santiago - semana #4


Como parte da preparação pra meia de Santiago, corri ontem a meia maratona de São Paulo (em breve farei um relato). Esta prova fechou o primeiro mesociclo, e o resultado, apesar do calor, não me deixou nada contente. Não chega a ser motivo de preocupação, mas fazer seu pior tempo na distância dos últimos três anos faltando um mês pra prova alvo é bastante frustrante. Alerta amarelo ligado!

Para quem não está acompanhando a saga da planilha, deixo uma explicação importante: os treinos marcados em preto são os  programados, os marcados em verde são os realizados e os marcados em vermelho os não realizados.

21 fevereiro 2011

meia maratona de Santiago - semana #3

E a preparação para a meia maratona de Santiago continua bem, obrigado. Entretanto, entrando na terceira semana, aquela que seria a de  pico  de volume e intensidade (esquema 3 x 1), me deparo com um dilema: Seguir fielmente a planilha e fazer a meia de SP apenas como treino de luxo, competindo assim sem nenhum polimento ou aliviar os treinos, ao menos a partir da quinta-feira, para competir com alguma qualidade... Dúvida cruel.


14 fevereiro 2011

meia maratona de Santiago - semana #2

Vencida a semana #1 (07/02 a 13/02), agora publico a semana #2 (14/02 a 20/02) de treinos preparatórios para a meia maratona de Santiago. Os treinos marcados em verde referem-se a treinos previstos e realizados, os marcados em vermelho referem-se a treinos não realizados ou não previstos. De resto continua tudo bem...

07 fevereiro 2011

meia maratona de Santiago - semana #1

A partir de hoje, semanalmente publicarei a planilha de treinos para a meia maratona de Santiago, que ocorrerá em 03/04.

rumo a Santiago

Há tempos não escrevia sobre o treinamento, não sei se por falta de tempo, falta de vontade, ou ambos, mas o fato é que se parei de escrever, sobrou mais tempo para os treinos, ou ao menos, para (re) pensá-los.

Neste tempo muita coisa aconteceu, uma boa conversa com o Marcos Paulo Reis, mas que por desistência unilateral minha não resultou em parceria, além da dedicação rotineira aos treinos de base, muitos na (boa) companhia dos Corredólatras.

Para meu corpo poder absorver melhor os treinos, resolvi treinar menos. Assim, numa mudança radical de metodologia, além de menos sessões de treinos semanais de corrida, também reduzi a musculação a quase nada. Mas, devido ao correto descanso, se estou treinando menos em relação a volume, a intensidade aumentou consideravelmente. Por enquanto estou me sentindo muito bem e farei um teste na meia maratona de São Paulo em 27/02. Lá vamos nós!

26 janeiro 2011

Lasse Viren

"Ao voltar à sua pequena cidade no interior, a população saiu às ruas e correu com ele. Em silêncio. Aquele silêncio respeitoso, de reverência, digno dos heróis."

Traduzi livremente este comentário de um vídeo postado no youtube da final olímpica dos 5.000m em Montreal 1976. A personagem, claro, é o finlandês Lasse Viren. Ganhador do ouro olímpico nos 5.000m e 10.000m em duas olimpíadas seguidas (Munique e Montreal), Viren  foi um dos maiores de todos os tempos, ganhou em Munique mesmo sofrendo uma queda durante a prova, mas ficou "ofuscado" na mídia da época pelo queridinho da América, Steve Prefontaine - que sequer medalha ganhou. Coisas da propaganda americana...

Veja os vídeos e perceba porque quando alguém fala em Prefontaine, respondo logo: Lasse Viren!




06 janeiro 2011

premiação corredólatras - 2010


Por motivo de força maior, não pude comparecer a festa de confraternização dos Corredólatras - Jundiaí, onde foi realizada, por iniciativa do amigo  corredor/corredólatra/designer/blogueiro Sérgio Rocha, a entrega de premiação aos melhores do ano. Na ocasião fui 'agraciado' com dois prêmios: Melhor Performance Masculina e Pior Maratonista, o último certamente merecido. Obrigado, amigos!

27 dezembro 2010

feliz ano novo

À todos amigos leitores deste blog, desejo um ótimo ano e grandes  corridas em 2011. E que todos realizem seus projetos de corrida e de vida.

14 dezembro 2010

balanço da temporada


O ano comecou com a transição sendo feita em Bombinhas-SC no mês de janeiro. Ainda no final de janeiro iniciei a base subindo a Serra do Japi, mas a primeira competição só chegou no último dia de fevereiro. A estréia não poderia ter sido melhor, sendo campeão em duplas na 1st kailash trail running em Campinas-SP.

Na sequência, duas meias bem corridas, a de São Paulo (São Paulo-SP)  em março, e a da corpore (São Paulo-SP) em abril. Em maio vivi uma experiência emocionante e  inesquecível, ao completar a maratona de Porto Alegre-RS, com o Luís Felipe no colo.

Nos meses de junho e julho, aproveitando que não estava treinando para provas longas, resolvi competir em provas de 10 km, onde obtive bons resultados na track and field villa lobos (São Paulo-SP), e no  circuito das estações etapa inverno em São Paulo-SP e cheguei a 'ganhar' uma prova: a corridas dos amigos 5, disputada em Jundiaí-SP.

Em agosto, novamente subi ao pódio na companhia dos amigos do twitter na difícil, mas  divertida  Green Race 2010, disputada na Serra do Japi em Jundiai-SP, mas estava reservado para o início de setembro o grande momento da temporada: depois de 6 anos caía meu Personal Best na meia de Buenos Aires, Argentina.

Setembro e outubro foram reservados à provas bastante técnicas, onde me surpreendi na meia das pontes (São Paulo-SP) e sofri muito na track and field 30k, disputada em Campinas-SP. Em novembro foi a vez da maratona de Curitiba-PR e a temporada foi finalizada em dezembro na corrida pela gentileza em Jundiaí-SP, com direito a pódio. Ano que vem tem mais!